Conjuntura temerosa pede Frente Feminista em Viçosa

Frente Feminista é criada em Viçosa para visibilizar vozes de coletivos, movimentos e entidades na política.

O I Seminário de Apresentação e Organização da Frente Feminista aconteceu na Câmara de Viçosa na última sexta-feira (10). Reunindo cerca de trinta mulheres e dois homens, os participantes abordaram a necessidade da formação de uma Frente Feminista na cidade que possa atuar à frente de coletivos, movimentos e instituições já existententes, mas sempre reforçando a importância da participação das vozes femininas na política.

Dispensando formalidades e a apresentação usual de assembleia, todos os presentes foram convidados a se juntar na mesa central para se apresentarem e levarem suas ideias ao debate. Um dos vereadores (homens) presentes na primeira reunião ainda declarou que era a segunda vez que via mais mulheres que homens na Câmara.

“A ideia da Frente não é competir com as entidades que já existem, a ideia da Frente é justamente promover isso: que a gente possa se organizar e se apoiar, criar um espaço de diálogo comum”, reforça Daniela Rezende, professora do departamento de Ciências Sociais na UFV.

Pautas como melhorias na área da saúde, combate à violência contra a mulher, acesso ao mercado de trabalho e educação foram nomeadas como peças-chave para posteriores discussões do grupo, que se organizará a partir dos seguintes eixos: políticas públicas, mobilização, formação e financiamento de ações. Além disso, o cancelamento do Proext para a Casa das Mulheres, a reforma previdenciária e a necessidade da aproximação e fortalecimento entre a Academia e as mulheres de Viçosa também serão assuntos articulados.

A segunda reunião da Frente Feminista já tem data marcada: será no dia 24 de março, às 17h, na Câmara. O espaço é aberto tanto para quem participou do primeiro encontro, como para outros interessados em construir uma democracia do protagonismo da mulher.

***
Leia também: O feminismo e o Dia das Mulheres nas mãos das feministas; O machismo de Temer fortalece a violência contra a mulher no Brasil

Written by Amanda Carneiro
Estudante de Jornalismo e fã da Anitta